Um novo fator de risco para o Autismo: Mães com Síndrome de Ovários Policísticos

Exposição precoce aos  elevados níveis de testosterona pode desempenhar um papel significativo no desenvolvimento do autismo, sugerem resultados de um novo estudo.


Os ovários das futuras mães podem conter pistas para alguns casos de autismo, uma nova pesquisa sugere que desta vez não é por causa de vulnerabilidades genéticas contidas em seus óvulos. Um novo estudo, feito em grande escala na Suécia, sugere que as mulheres com Síndrome do Ovário Policístico (SOP) – um distúrbio endócrino feminino, que afeta entre 5 a 10 por cento das mulheres em idade fértil, têm um risco aumentado de dar à luz crianças com Transtorno do Espectro do Autismo.

Do Instituto Karolinska, a doutora Renee Gardner, juntamente com colegas da Suécia e dos EUA, acessaram um banco de dados de saúde da população nacional sueca afim de analisar potenciais laços entre Síndrome do Ovário Policístico e o Transtorno do Espectro do Autismo. Como eles relataram via online em 08 de dezembro no Molecular Psychiatry, a equipe analisou 23.748 indivíduos com Transtorno do Espectro do Autismo entre cerca de 209.000 indivíduos não-afetados com (TEA), todos nascidos na Suécia entre os anos de 1984 e 2007.
Embora as informações da identidade sobre os indivíduos fora removida, os pesquisadores tiveram acesso às informações sobre seus relacionamentos com os outros no banco de dados, bem como diagnósticos documentados e utilização de serviços de saúde. O grupo descobriu que 59 por cento de TEA foi mais prevalente em crianças nascidas de mulheres com SOP – um relacionamento que era independente de complicações SOP, como aumento do sofrimento no neonatal.
Este nível de risco é mais ou menos comparável com o de ter um pai mais de 50 anos de idade (estimada como sendo 66 por cento), mas menor do que naqueles com certas síndromes genéticas ou mutações raras. Os autores acreditam que a análise de SOP aumenta o risco de TEA na prole em uma extensão maior do que por infecção materna, um dos muitos factores previamente implicado no autismo.
A ligação com o  SOP aparentemente pode parecer estranho à primeira vista. Mas ele se encaixa com uma teoria para o desenvolvimento do autismo que gira em torno de andrógenos – hormônios sexuais masculinos.
Muitos pesquisadores suspeitam que essa condição (SOP) aumenta os níveis de andrógenos ou o equilíbrio hormonal durante a gravidez pode alterar a formação fetal do cérebro de forma a contribuir para déficits sociais, como o desenvolvimento da linguagem atrasada e outros sintomas associados ao autismo mais tarde na vida do feto. A teoria é apoiada por várias linhas de evidências, incluindo dados genéticos e epidemiológicos em modelo de ratos, bem como medidas diretas de hormônios masculinos e precursores hormonais no líquido amniótico de crianças com autismo e síndrome de Asperger.
Todas as mulheres produzem naturalmente alguns hormônios sexuais masculinos, normalmente em níveis muito baixos. Junto com cistos ovarianos, mulheres com SOP são propensas ao aumento exagerado dos níveis de andrógenos, que podem contribuir para sintomas como acne, excesso de pêlos, ganho de peso e, em alguns casos, problemas de engravidar. Para as mulheres que concebem, tanto SOP como a obesidade têm sido implicados em uma colisão nos níveis de andrógenos durante a gravidez.
Nesse contexto, os resultados do estudo sueco sugere que “a testosterona materna, que pode atravessar a placenta, é uma fonte de esteróides elevados que posteriormente pode desenvolver no feto futuramente o Transtorno do Espectro do Autismo “, Simon Baron-Cohen, diretor da Universidade de Cambridge Autism Research Center, observou o estudo via e-mail.
Um defensor de longa data da teoria de andrógeno fetal, Baron-Cohen esteve envolvido com vários estudos relacionados com esta hipótese, incluindo um trabalho que ainda será publicado por um ex-aluno de graduação em seu laboratório, que viu laços semelhantes entre SOP e TEA usando dados populacionais do Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido. Além disso, um estudo de 2007 na Hormones and Behavior, co-autoria de Baron-Cohen, também têm encontrado uma ligação da SOP entre as mães com crianças autistas, embora esta pesquisa não tenha alcançado significância estatística.
O novo estudo da Suécia, no entanto, oferece evidências robustas de que a SOP materna aumenta o risco de autismo. Hakon Hakonarson do Hospital Infantil da Filadélfia, que estuda o genôma de TEA, e não estava envolvido no trabalho, concorda que a associação relatada é convincente, dado o tamanho do estudo e alta qualidade dos dados a partir do recurso extraído população sueca. Ele acrescenta que as descobertas se encaixam com uma mão na luva para exposição hormonal fetal alterada em um subconjunto de casos de autismo.
Mas Hakonarson é rápido em alertar: “Para qualquer uma mulher com SOP, isso não significa que seu filho desenvolverá definitivamente autismo”, Gardner do Karolinska concorda.  “Significa apenas que o risco desta doença relativamente rara está um pouco aumentado.” Por outro lado, ela espera que o estudo aumente a conscientização entre as mulheres com SOP sem causar tanto alarme ou estresse.
Finalmente, tanto Gardner quanto Baron-Cohen, notaram que a ligação entre mães com SOP e autismo pode ajudar a identificar as crianças com autismo – esta propensão pode ajudar a buscar intervenções o mais cedo possível para ajudar essas crianças.
By | 2017-11-10T12:03:11+00:00 dezembro 10th, 2015|Categories: Sem categoria|1 Comentário

Sobre o Autor:

Um Comentário

  1. Leonardo Tenório 15 de julho de 2016 em 16:02 - Responder

    "Do Instituto Karolinska, a doutora Renee Gardner, juntamente com colegas da Suécia e dos EUA"

    colegas = outros pesquisadores

Deixar Um Comentário

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.