Orientação sexual: O ambiente e a biologia

  • Introdução

É verdade que a comunidade científica sabe pouco do que se diz respeito aos desejos, gostos e preferências sexuais do ser humano, este animal social complexo. Embora exista grande participação política e social da comunidade LGBT, é fato que a desinformação ainda ajuda a criar uma névoa de incertezas e verdades próprias criada pelo dito popular. Muitas pessoas acreditam que a orientação sexual (homossexualidade vs. heterossexualidade) é determinada pela educação e constrangimentos sociais. Há, no entanto, um grande número de estudos indicando que fatores pré-natais têm uma influência importante sobre este recurso fundamental da sexualidade humana.

Em primeiro lugar, há uma “pequena, mas não trivial” percentagem de pessoas que têm sentimentos não-heterossexuais em TODAS as culturas.

Em experimentos, por exemplo, os homens homossexuais mostrou excitação genital aos estímulos do sexo masculino, enquanto os homens heterossexuais foram despertados por estímulos do sexo feminino. As mulheres heterossexuais mostraram um padrão diferente, exibindo níveis aproximadamente iguais de excitação a estímulos masculinos e femininos. Mulheres homossexuais também não exibem níveis de excitação que é tão específica como os machos. A incidência de atração bissexual foi muito maior em mulheres do que em homens.





  • Causas
Em primeiro lugar, diferenças hormonais durante a gravidez podem moldar, em condições endócrinas especiais, moldar um cérebro heterosexual ou homosexual, durante o desenvolvimento fetal.
Em segundo lugar, diferenças genéticas afetam o comportamento tanto de forma direta ou alterando a secreção do hormônio embrionária ou ação também podem estar envolvidos.
A sociedade acredita que o homem nasce como um papel em branco e é desenhado sua personalidade após seus primeiros anos de vida. Ledo engano, um vasto corpus de dados relativos a animais e seres humanos demonstram que o ambiente endócrino pré-natal tem efeitos profundos e irreversíveis em uma variedade de características morfológicas, fisiológicas e características comportamentais de um indivíduo.
Uma pesquisa recente do cérebro revelou diferenças estruturais no hipotálamo em relação ao sexo biológico e orientação sexual. Diferenças no tamanho e número de células de vários núcleos no hipotálamo para homossexual contra os homens heterossexuais têm sido recentemente relatada em dois estudos. Verificou-se que um grupo de células na área pré-óptica do hipotálamo humano contém cerca de duas vezes mais células em homens adultos jovens como em mulheres. Temos chamado este cluster do núcleo dimorfismo sexual. No nascimento, o dimorfismo sexual contém apenas cerca de 20% das células encontradas em 2 a 4 anos de idade. O número de células aumenta rapidamente em meninos e meninas com a mesma taxa até 2 a 4 anos de idade. Após esse período de idade, uma diminuição no número de células tem lugar nas raparigas, mas não em rapazes. Isto faz com que a diferenciação sexual do dimorfismo sexual.
Da mesma maneira, cérebro de lésbica parece o de um homem heterossexual.
Estudo dá as provas mais sólidas de que a orientação sexual é característica biológica.


A equipe de Ivanka Savic, do Instituto Karolinska, mostrou, com a ajuda da ressonância magnética, que o tamanho e a forma do cérebro variam de acordo com a orientação sexual. O cérebro de um homem gay parece o de uma mulher hétero – com os dois hemisférios mais ou menos do mesmo tamanho. O de uma lésbica, no entanto, parece o de um homem hétero – pois os dois têm o lado direito um pouco maior que o esquerdo. A equipe também analisou o fluxo de sangue na amígdala, a área do cérebro que controla o aprendizado emocional, o humor e a agressividade. Novamente, o padrão masculino homossexual correspondeu ao feminino heterossexual e vice-versa. 
  • Diferenciação sexual em animais
Os estrogenos são praticamente incapazes de ativar comportamentos femininos típico (por exemplo receptividade) em homens, e vice-versa, a testosterona não é ativada de forma confiável o comportamento copulador masculino típico nas mulheres, mesmo após a sua conversão em estradiol. Acreditou-se inicialmente que essas diferenças de sexo resultam da presença de diferentes hormonas nos dois sexos: Testosterona em machos e estradiol (e progesterona) nas fêmeas. O trabalho seminal de Young e colaboradores demonstraram que, em grande medida, estas diferenças resultam da exposição inicial em embriões para um ambiente endócrino diferente: uma alta concentração de testosterona para embriões machos de mamíferos e uma muito menor ( falta de exposição) de esteróides sexuais em mulheres. Estes efeitos de diferenciação (organização) geralmente ocorrem no início da vida, durante o período embrionário ou logo após o nascimento e são irreversíveis.
Nos mamíferos, a exposição a testosterona precoce produz um fenótipo masculino: as características de comportamento do macho são reforçadas (masculinização) e a capacidade de machos para demonstrar o comportamento típico de fêmeas é diminuído ou perdido (desfeminização).
Não é do tipo de hormona adulto (androgénios ou estrogénios) que determinam o comportamento sexual, que serão expressas (masculina ou feminina normal), é a natureza do substrato neural em que esta hormona agem (o sexo do animal e embrionárias estão associado a exposição aos esteróides sexuais). Estudos recentes também mostram que mecanismos genéticos chamados “direct”, porque eles não são mediados pela ação de hormônios sexuais adultos, influenciam algumas diferenças de comportamento entre machos e fêmeas.
  • Além da orientação sexual
Na imagem, uma explicação de 3 (e existem mais) fatores que determinam a condições sexual do indivíduo. Entre eles: 
Identidade de gênero: Diz respeito à forma como o indivíduo se sente perante à sociedade, seja como homem ou mulher, independente do órgão sexual que possui.
Expressão de Gênero: Este é popularmente conhecido como o ”jeito” da pessoa de ser no meio social. Com traços fenotípicos mais masculinos ou femininos.
Sexo Biológico: Sexo biológico não é o fator determinante e de mais importância na determinação do papel de gênero do indivíduo, apesar da forte carga genética que carrega.

Orientação Sexual: Diferenciado em héteros e homos, a orientação sexual define com quem o indivíduo sente desejo, se pelo sexo feminino, se pelo sexo masculino.
  • É genético?
Uma equipe de investigadores internacionais concluiu num estudo que sugere que provavelmente nunca irá encontrar um “gene gay”. A orientação sexual não sofre influência genética, dizem os pesquisadores, a questão é sobre epigenética. Este é o processo em que a expressão de DNA é influenciada por uma série de fatores externos no ambiente. E no caso da homossexualidade, os pesquisadores argumentam, o ambiente é o próprio útero.
  • Conclusão
Já está bem evidente que a sexualidade humana não é tão determinada quanto a sociedade gostaria que fosse. Deste fecundação, existem incontáveis fatores que irão nortear o indivíduo para outros incontáveis caminhos para formar sua identidade sexual. Fatores sociais não surtem efeito na inibição de uma ou outra expressão sexual, pois essa expressão sexual está intrínsicamente ligada ao desejo humano, e desejos humanos não podem ser ”corrigíveis”, por quaisquer métodos que sejam tentados (inutilmente).


By | 2017-11-10T12:02:37+00:00 Maio 14th, 2016|Categories: Sem categoria|0 Comentários

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.