[VÍDEO] Cirurgia de retirada de cisto ovariano gigante

O que é Cisto de ovário?

Cistos de ovários são bolsas cheias de líquidos que se formam sobre ou dentro do ovário.

Tipos

Existem diversos tipos de cistos ovarianos. O mais comum deles é o cisto funcional, que também possuem dois tipos distintos: os foliculares e os lúteos.

Cisto funcional

A maioria dos casos de cistos no ovário acontece em idade fértil (da puberdade à menopausa), durante o ciclo menstrual. Esses cistos são chamados de funcionais. Cistos ovarianos na menopausa são pouco comuns. Um cisto funcional pode ser tanto folicular quanto lúteo.
Todo mês, durante o ciclo menstrual, um folículo cresce no ovário. Os folículos são o local onde o óvulo se desenvolve. Na maioria dos meses, um óvulo é liberado deste folículo, num processo conhecido como ovulação. Se o folículo não conseguir abrir e liberar o óvulo, o líquido permanece dentro dele e origina um cisto. Isto é chamado de cisto folicular.
Já o cisto de corpo lúteo ocorre após o óvulo ter sido liberado de um folículo. Esses geralmente contêm uma pequena quantidade de sangue.

Fatores de risco

Alguns fatores são considerados de risco para uma mulher vir a desenvolver cistos de ovário:
  • Histórico familiar de cistos ovarianos funcionais
  • Uso de medicamentos para impulsionar a ovulação.

Sintomas de Cisto de ovário

A maior parte dos casos de cistos de ovário passa desapercebida, pois não manifestam sintomas. Os sintomas que ocorrem normalmente são dor ou irregularidade no período menstrual.
É provável que um cisto ovariano cause dor se:
  • Aumentar de tamanho
  • Sangrar
  • Romper-se
  • Sofrer uma colisão durante a relação sexual
  • For torcido ou provocar a torção das trompas de Falópio.

Tratamento de Cisto de ovário

O tratamento depende muito da idade da paciente, dos sintomas do tamanho e do tipo do cisto. Muitas vezes, o cisto desaparece por conta própria, dispensando a terapia. Isso pode demorar alguns meses. Para garantir que o cisto se foi completamente, ele poderá pedir ultrassons e exames pélvicos periódicos. Caso esta não seja uma opção ou caso o cisto não vá embora sozinho, existem outros meios para tratar a doença. Confira:

  • Anticoncepcionais costumam ser uma opção para evitar que novos cistos se desenvolvam nos ovários
  • Cirurgia de retira de cistos também pode ser uma alternativa, mas geralmente o médico só recorre a esse tipo de intervenção quando não há outra opção. No entanto, pode ser também a única solução caso o cisto seja grande demais, não seja funcional ou esteja crescendo.
  • Caso o cisto seja cancerígeno, talvez seja necessário extrair ambos os ovários.
Assista ao procedimento completo de retirada de cisto ovariano gigante de uma paciente cuja idade é 85 anos: 

Para outras cirurgias, acesse bit.ly/medicinaecanal e inscreva-se! 

By | 2017-11-10T12:02:32+00:00 julho 18th, 2016|Categories: cirurgia, cirurgias, corpo humano, Destaque, Medicina é, Sem categoria, tumor, video|0 Comentários

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.